Goiás

Nota sobre a nomeação da nova reitora da UFG

"Precisamos avançar no processo de escolha direta para que a vontade da maioria da comunidade acadêmica seja o critério de nomeação para a reitoria", afirma presidenta do PT/GO, Kátia Maria

ícone relógio11/01/2022 às 15:12:31- atualizado em  
Nota sobre a nomeação da nova reitora da UFG

Foto: Karol Santos

Bolsonaro fere a autonomia da Universidade Federal de Goiás, mas o faz respaldado por um método arcaico de escolha da reitoria, que se estrutura na livre escolha do presidente mediante uma lista tríplice.

Precavendo os atos antidemocráticos do Presidente da República, a lista tríplice da UFG foi construída de forma transparente, democrática e idônea, culminando na indicação de três profissionais competentes e comprometidas com o mesmo projeto de universidade, que defende o ensino público, gratuito e de qualidade.

Precisamos avançar no processo de escolha direta para que a vontade da maioria da comunidade acadêmica seja o critério de nomeação para a reitoria, como já acontece nos Institutos Federais. Quero aqui, ainda, externar o meu respeito às professoras Sandramara Matias, Karla Emanuela e Angelita Lima, que compuseram a lista tríplice e desejar à professora Angelita, nova reitora, boa sorte na gestão.

Kátia Maria
Presidenta PT/GO

 

Compartilhe: